Saldanha Marinho


Prefeito: Volmar Telles do Amaral
Telefone: (55) 3373-1172
Site do município, acessar!

Por volta de 1890, tropeiros vindos do Paraguai com destino a São Paulo passavam pela localidade e alguns ali fixaram residência. Oficialmente, a ocupação de Saldanha Marinho ocorreu em 1895, com a vinda de imigrantes das colônias velhas. A Senhora Ana Emília de Quadros era a proprietária das terras, que as vendeu para a colonizadora Castro & Silva Cia Ltda, a qual dividiu em lotes urbanos e rurais.

As atuais estradas do interior, o traçado urbano, bem como a denominação da sede e das ruas, ainda hoje são os mesmos designados pela empresa colonizadora. As primeiras famílias que adquiriram os lotes e se estabeleceram foram: Limberger, Barden, Birkhan, Metz Dorf, Kuhn, Hermann e Neuwald.

O nome do novo município, Saldanha Marinho, foi escolhido pela empresa colonizadora, em homenagem a Joaquim Saldanha Marinho, pernambucano de Olinda, nascido em 04 de maio de 1816. Saldanha Marinho foi deputado da Corte do Rio de Janeiro de 1861 a 1866. Nos anos seguintes, foi presidente das províncias de São Paulo e Minas Gerais, e com o advento da República, foi Senador. Na cédula de duzentos mil réis figurava a sua estampa.

O desenvolvimento de Saldanha Marinho baseou-se no trabalho e na dedicação de seu povo. Os imigrantes dedicavam-se basicamente a agricultura e pecuária de subsistência.

O município tem 2.876 habitantes (censo do IBGE/2010) e localiza-se a 325km de Porto Alegre. A sua emancipação teve início em 1987, com a eleição da Comissão Emancipacionista em 07 de junho, presidida por Ernani Bohn. A população apoiou o movimento e votou maciçamente pelo sim, em plebiscito realizado no dia 20 de dezembro de 1987. Então, no dia 09 de maio de 1988 foi oficialmente criado o município de Saldanha Marinho.

O turismo rural destaca-se no município através das belas propriedades rurais e do Moinho Thiesen.